Nossa História

Alois Thurner (esquerda) e Johann Mitterer, primeiro maestro da Banda dos Tiroleses.

Na década de 1930, a Europa passava por uma séria crise econômica, fato que levou o Ministro da Agricultura da Áustria Andreas Thaler a buscar novas soluções para reduzir o sofrimento da população austríaca.

 

A alternativa encontrada foi elaborar um plano de emigração para a América do Sul, com o objetivo de auxiliar principalmente os agricultores do Estado do Tirol.

 

Em setembro de 1933, oitenta e três emigrantes encontraram-se em Innsbruck para depois partirem para Gênova – Itália, de onde o navio Principessa Maria levaria os primeiros colonizadores para o Brasil.

 

Como era de costume na Áustria, muitas pessoas participavam das bandas locais e no primeiro grupo de emigração alguns músicos formaram ainda durante a viagem a “Musikkapelle Dreizehnlinden”.

O grupo organizou ensaios no navio e fez a sua primeira apresentação na Ilha das Flores – Rio de Janeiro para o Embaixador da Áustria no Brasil, Dr. Anton Retschek.

 

No dia 13 de outubro, o primeiro grupo de imigrantes chegou em Treze Tílias. Aos poucos a banda foi incrementada, a medida que grupos de austríacos chegavam na colônia.

 

Logo que a banda foi formada, o músico Johann Mitterer, um dos grandes incentivadores para a formação do grupo, foi escolhido para ser o primeiro maestro, permanecendo no posto até o ano de 1935, quando chegou na colônia o engenheiro e músico Johann Völgefy que assmiu os trabalhos.

Banda dos Tiroleses sob a regência do engenheiro e maestro Hans Völgyvy.

Cartão Postal de 1978 com a Banda dos Tiroleses regida por Gabriel Hausberger.

Völgefy ficou na colônia até o ano de 1938 e durante esse período deu aulas de regência e passou diversos ensinamentos para que o clarinetista Gabriel Hausberger assumisse o posto de maestro da banda após o seu retorno para a Áustria.

 

Hausberger, carinhosamente conhecido como “Goval”, foi o responsável pela banda por 43 anos. Durante esse período, Hausberger ensinou a música a mais de 250 crianças, além de compor músicas e arranjos em uma época em que o acesso a partituras era difícil.

 

Em 1980, Gabriel Hausberger recebeu a Medalha Carlos Gomes pelos seus serviços prestados pela cultura através da Banda e Corais e no ano seguinte, aos 76 anos, passou a batuta para o maestro Bernardo Moser.

O atual maestro da Banda dos Tiroleses formou-se em 1969 na Faculdade de Educação Musical do Paraná –FEMP e na época residente em Curitiba, foi convidado a voltar para a cidade natal pelo então Prefeito Sr. Antônio Carlos Altenburger.

 

Bernardo também fez um estágio de 4 meses no Tirol, onde acompanhou os ensaios e apresentações das bandas Stadt Musikkapelle Wilten, Musikkapelle Völs, Eisenbahn Musikkapelle, Musikkapelle Oberau-Wildschönau e Amrassmusik.

 

Desde a sua fundação, a Banda dos Tiroleses mantém atividades ininterruptas, apresentando-se em diversas cidades, destaque para:

 

- Estado de Santa Catarina: Florianópolis, Blumenau, Joinville, Rio do Sul, Jaraguá do Sul, Lages, Indaial, Camboriú, Concórdia, Joaçaba, Campos Novos, Chapecó, Caçador, Santo Amaro da Imperatriz e Videira;

 

- Estado do Paraná: Francisco Beltrão, Curitiba, Marechal Cândido Rondon, Cascavel, Toledo, Guarapuava e Foz do Iguaçu;

 

- Estado do Rio Grande do Sul: Vacaria, Erexim, Ijuí e Marcelino Ramos;

 

- Outros estados: Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília;

Cartão Postal de 1983 em comemoração aos 50 anos de fundação da cidade. Regência de Bernardo Moser.

Maestro Adi Rinner em ensaio com a Banda dos Tiroleses.

No ano de 1999, a Banda recebeu pela primeira vez um curso ministrado pelo maestro e compositor Adi Rinner, que voltaria outras vezes para o Brasil com o objetivo de auxiliar a Banda dos Tiroleses no ensino da música. Adi Rinner é hoje o regente de honra da entidade.

 

A partir de 2012, a Banda dos Tiroleses oferece aulas regulares de música para iniciantes e para os músicos do grupo com o professor e segundo maestro Markus Astner, que possui formação na Áustria.

 

 

 

Em 2013 a Banda dos Tiroleses fez pela primeira vez uma turnê pelo Tirol, intitulada “Z'ruck zu die Wurz´ln", fazendo apresentações nas cidades de Matrei am Brenner, Oberau - Wildschönau, Hippach - Zillertal, Oberndorf - Kitzbühel, Wiesing, Rattenberg e Terfens.

No dia 07 de maio de 2016 foi realizado na SOCAP o

Jübileumskonzert - Bernardo Moser. Nesta noite comemoraram-se os 35 anos de atividade de Bernardo Moser como maestro da Banda dos Tiroleses e onde foi concedido o título para o mesmo de Maestro de Honra da entidade.

Nesta mesma noite, o maestro Markus Astner assumiu oficialmente a regência da Banda dos Tiroleses até os dias atuais.

Referências:

 

- Livro "75 anos - Treze Tílias", autoria de Martin Reiter, Monika Osl e Andreas Hummer;

- Livro "Banda dos Tiroleses - Setenta Anos de História", autoria de Maira Ana Kandler;

 

Treze Tílias em 1973

Regência de Gabriel Hausberger.